541: Frutos do Mar Panados com Arroz de Legumes

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

Ingredientes:

Base:

– frutos do mar panados q.b.
– 1 col. de sopa de maionese com ervas aromáticas

Arroz (Bimby TM31):

– 300 g de arroz Basmati
– 1 col. de chá de Curcuma (Açafrão das Índias)
– 200 g de mix de feijão verde e cenoura ripada
– 800 g de água
– 1 cubo tempero para arroz
– 20 g de azeite extra-virgem
– 2 col. de sopa de margarina líquida
– 1 col. de café de sal marinho

Preparação:

01.- Na fritadeira a ar quente FRYER AIR PRO, coloque os frutos do mar panados e programe 175W ~ 15 minutos. Se confeccionar de outro modo (forno eléctrico ou convencional, siga as instruções da embalagem).

02.- Entretanto, coloque no copo do robot a água, o sal, o cubo tempero, a curcuma, o azeite, o cesto onde misturou o arroz com os legumes, coloque a tampa com o copinho e programe 20 Min., Temp. 100ºC, Vel. 4. A meio da confecção, mexa o arroz com a espátula para soltar.

03.- Terminado o tempo do arroz com os legumes, retire para um recipiente, adicione a margarina líquida, misture bem e reserve.

04.- Sirva então os Frutos do Mar Panados com o Arroz de Legumes, uma salada de alface e a maionese com ervas aromáticas por onde poderá passar os Frutos do Mar.

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

Tempo: ± 30′ # económico # fácil

SLIDESHOW DA RECEITA

– Dado que o domínio apokalypsus.com foi desactivado, o único endereço de Blogue para Receitas Culinárias é este. Menções e imagens ao endereço antigo deixaram de funcionar.


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética na Ucrânia
For the victims of the genocide practiced
by the Soviet Union in Ukraine

– Uma preparação d’ A Minha Cozinha, de Francisco Gomes.

 

 

515: Caprichos do Mar com Arroz de Açafrão

Ingredientes:

– 1 chávena de arroz agulha (2 pax)
– 2 chávenas de água
– azeite extra-virgem q.b.
– 100 g de cebola em cubos
– 1 col. de sopa de alho picado
– 1 cubo tempero para arroz
– 1 col. de chá de sal marinho

Preparação:

01.- Num tacho ao lume (utilizei placa – pot.2), deitar o azeite, a cebola, o alho, o cubo tempero e deixar fritar.

02.- Adicionar a água, temperar com uma pitada de sal, açafrão das Índias e deixar ferver.

03.- Quando a água começar a ferver, deitar o arroz e envolver bem. Tapar o tacho e temporizar para 10 minutos, mexendo de vez em quando. Entretanto, colocar os caprichos do mar a fritar no forno (utilizei a FRYER AIR PRO), temp. 175ºC ~ 15 minutos.

04.- Terminado o tempo do arroz e se necessário, temporizar mais 3 minutos (pot.1) com o tacho tapado (dependendo do tipo de placa utilizada, o arroz pode não ter ficado inteiramente cozido). Desligar e deixar o tacho tapado por mais 5 minutos. Pronto a servir com uma salada de alface.

© franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

Tempo: ± 20′ # económico  # fácil

Slideshow da receita:

– Uma preparação Francisco Gomes.

© 21.Jan.2022

 

484: Paella de Frutos do Mar e Legumes à Apokalypsus

– Esta receita de Paella de Frutos do Mar é um prato típico da gastronomia espanhola, muito conhecido em diversas partes do mundo. Existem várias maneiras de fazer uma Paella, de frango e coelho, de carne, de verduras, de peixe ou a Paella que mistura alguns desses ingredientes. Entre todas as versões, a Paella de frutos do mar, ou Paella de marisco, é uma das mais populares. De origem valenciana, a Paella tornou-se um ícone da Espanha. Apesar de existirem diversas formas de prepará-la, a verdade é que todas as suas versões são deliciosas. O segredo para uma boa Paella está, muitas vezes, no uso das técnicas e dos ingredientes correctos. Eu juntei as várias maneiras de fazer uma Paella, não só com os ingredientes mas na própria preparação, em várias fases. Dá trabalho a quem não aprecia cozinhar mas o final é delicioso!

Ingredientes:

– 2 chávenas de arroz vaporizado
– 5 dl de caldo de camarão (*)
– ½ kg de gambão selvagem 20/30
– 400 g de cocktail de marisco
– 300 g de miolo de ameijoa dourada
– 100 g de cebola em cubos
– 100 g de tomate em cubos
– mix de pimento vermelho e verde em tiras q.b.
– 2 dentes de alho grandes
– 250 g de jardineira de legumes (ervilhas, feijão verde, cenoura)
– 1 cubo tempero arroz
– 1 cubo caldo camarão
– 1 caldo Natura Legumes
– salsa fresca picada q.b.
– 50 ml de azeite extra virgem
– sal marinho, pimenta 5 bagas e açafrão q.b.

Preparação:

01.- Descongele os camarões inteiros, o cocktail de marisco e o miolo de ameijoa e passe tudo por água corrente. Num Pyrex, junte os camarões inteiros, o cocktail de marisco e o miolo de ameijoa, cubra com água e tempere com sal. Leve ao micro-ondas por 5 minutos. Retire e reserve. (*) Para preparar o caldo de camarão, deite num recipiente 5 dl de água com o cubo e deixe ferver, mexendo de vez em quando até dissolver o cubo.

02.- Prepare o arroz. Quem tiver a Bimby, coza-o no programa normal, adicionando à água no copo o açafrão, sal e o cubo tempero arroz. 20 Minutos, Temp. 100ºC, Vel. 4. Ao mesmo tempo, coza a jardineira de legumes em água fervente temperada com um fio de azeite, o caldo Natura Legumes, durante 5 minutos. Escorra e reserve.

03.- Num tacho ao lume, deite o azeite, deixe aquecer, junte a cebola, os alhos, os pimentos, o tomate e deixe refogar até a cebola ficar macia. Adicione então o miolo de ameijoa, o cocktail de marisco, o camarão inteiro, envolva no refogado para ganhar sabor. Adicione o arroz ao preparado anterior e envolva tudo muito bem. Junte um pouco de caldo de camarão preparado anteriormente e mexa.

04.- Finalmente, adicione a jardineira de legumes, polvilhe com a salsa picada e rectifique temperos se necessário. Tape o tacho e deixe cozinhar, em lume brando, até que o caldo esteja quase seco. Desligue o lume e deixe repousar por 5 minutos com o tacho tapado. Pode adicionar rodelas de limão. Sirva de seguida.

Tempo: ± 50′ # semi-económico  # fácil

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright Francisco Gomes. All Rights Reserved 2021
Images, texts and videos are the property of Francisco Gomes aka Apokalypsus. Video editing with Movavi Video Suite 2020 and SmartSHOW 3D. All audio tracks registered and licensed by Movavi and SmartSHOW 3D to Francisco Gomes.

– Uma preparação d’ A Cozinha do Apokalypsus



© 22.Nov.2021

 

203: Arroz de Legumes na Bimby

Para fugir ao arroz convencional, embora eu introduza sempre umas variantes de especiarias, ervas aromáticas e temperos, hoje testei introduzir no arroz, uma juliana de legumes, adquirida numa hiper-mercearia e então a receita é a seguinte:

Ingredientes:

– 300 g de arroz agulha
– 200 g de juliana de legumes
– 900 g de água
– 1 cubo tempero para arroz
– 1 colher de café de sal marinho
– 20 g de azeite
– 4 sementes de cardamomo
– uma pitada de cravinho moído
– 1 colher de sopa de margarina líquida

Preparação:

01.- No cesto , coloque o arroz, a juliana de legumes (congelada) e misture muito bem.

02.- No copo , coloque a água, o cubo tempero, o cardamomo, o azeite, o sal, o cravinho.

03.- Introduza o cesto no copo , coloque a tampa com o copinho e programe 25 Min., Temp. 100ºC, Vel. 4.

04.- No início e a meio do programa, mexa a mistura no cesto com a ajuda da espátula. No final do programa, retire o cesto , deite o preparado para um recipiente de servir, adicione a margarina, misture bem e delicie-se com esta guarnição para acompanhar peixe, carne, etc..

Tempo: ± 30′  # económico  # fácil

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

Dado que esta receita no robot limita muito as quantidades e os ingredientes, para a próxima faço-a no tacho para poder inserir mais ingredientes (cogumelos, mariscos, etc.).

Nota do Apok@lypsus:
– Uma preparação d’ A Cozinha do Apokalypsus.



© 20.Set.2019

 

164: Arroz Vaporizado na Bimby

– Deixei de cozinhar mais na Bimby porque as receitas que preparo são mais adaptadas para tachos e panelas que para o robot. No entanto e salvo raras excepções, arroz e esparguete, não há como utilizar o robot para cozinhá-los porque ficam simples e impecavelmente soltos, devido ao modo como são cozinhados. Não costumo utilizar muito o Arroz Vaporizado, utilizo mais o agulha, o Thai Jasmin e o Basmati, mas ontem, na refeição que preparei e apesar de ter sido no tacho, gostei muito do sabor deste tipo de arroz, por isso, hoje testei-o no robot para saber como seria o resultado que foi excelente.

Ingredientes:

– 150 g de arroz vaporizado (¹)
– 800 g de água
– 20 g de azeite
– 100 g de cebola em cubos
– 2 dentes de alho
– 1 pitada de louro moído
– 2 col. de sopa de polpa de tomate aromatizado
– 1 cubo tempero para arroz
– 1 pitada de cominhos
– pimenta preta q.b.

Preparação:

01.- Coloque no copo o azeite, a cebola e os alhos e programe 7 Seg./Vel.5. Depois programe 5 Min./Temp. 100ºC./Vel. 3.

02.- Adicione ao copo a polpa de tomate com manjericão e orégãos, a água, o cubo tempero, a pimenta, o louro e programe 5 Min./Temp. 100ºC./Vel. 3.

03.- Coloque o arroz no cesto do copo e programe 15 Min./Temp. 100ºC./Vel. 4. Pelo bocal, mexa o arroz com a espátula para soltá-lo.

04.- A meio do programa anterior, adicione os cominhos através do bocal da tampa, mexa novamente o arroz com a espátula e deixe terminar. Sirva como guarnição de peixe ou carne.

Tempo: ± 40′  # económico  # fácil

Sem reportagem foto/slideshow/vídeo

(¹) O arroz é muito rico do ponto de vista nutricional. É uma importante fonte de hidratos de carbono, nomeadamente amido (75 a 80% do grão é constituído por amido e  10 a 11% por água). Também é rico em proteínas (100 gramas de arroz incluem 7 a 8 gramas de proteína). Fornece ao organismo ferro, potássio, fósforo, magnésio, vitamina B1, B2, B3 e B6. É rico em fibras, não tem praticamente gordura ou colesterol e não inclui glúten – é uma excelente opção para as pessoas com doença celíaca. Cada 100 gramas de arroz branco ou integral fornecem 352 quilocalorias.
Quando lava o arroz seco, antes de cozinhá-lo, parte dos nutrientes perdem-se. Não se recomenda a lavagem deste alimento, que é desnecessária. O arroz é um produto não perecível, logo, não é um bom veículo de bactérias. Além disso, é cozinhado a altas temperaturas, ou seja, se tiver algum microorganismo prejudicial à saúde, será eliminado durante a cozedura.
Cada tipo de arroz é mais indicado para determinados pratos. O carolino absorve facilmente a água e, se não tiver cuidado, pode ficar empapado. É perfeito para fazer arroz malandrinho (arroz de marisco, de tomate ou cabidela). O agulha fica muito solto e tem dificuldade em ganhar sabor, pelo que se usa em pratos como arroz de pato ou arroz árabe. O basmati e o jasmim libertam um aroma intenso e agradável, por isso são aconselhados para pratos exóticos, como paelha ou caril de gambas.
No supermercado encontra algumas variedades com a designação “vaporizado”, “estufado” ou “parboilizado”. Significam o mesmo: o arroz foi submetido a um tratamento com vapor antes de ser descascado. Isto permite que fique solto depois de cozinhado. É indicado para saladas e para pratos feitos no forno.
Há ainda o arroz pré-cozido e desidratado. Como o nome sugere, foi sujeito a uma pré-cozedura ou foi-lhe retirada a humidade. Esta opção é útil para quando precisa de cozer o arroz rapidamente.
Existe também o arroz integral e o selvagem. O primeiro demora mais tempo a cozer do que o branqueado e é mais rico em fibras, vitaminas e sais minerais. O segundo, apesar de ser chamado “arroz”, é uma erva parecida com o grão de arroz, usada em pratos exóticos.

Nota do Apok@lypsus:
– Uma preparação d’ A Cozinha do Apokalypsus.

[vasaioqrcode]
© 06.Jul.2019