116: Passadeiras de Corrida

A desculpa esfarrapada e não credível de que é necessário continuar fazer uma vida activa, mesmo que com isso sejam furadas as regras sanitárias básicas, desde que a pandemia assolou Portugal e o Mundo em Março de 2020, não pega, aliás, nunca pegou.

Existem outras razões dúbias por detrás desse tipo de afirmações que interessam apenas aos que transgridem essas normas, comprometendo a segurança de terceiros, nomeadamente todos aqueles com quem se cruzam e privam no dia a dia, levando-os a um perigo iminente de contágio pelo coronavírus.

É a mesma razão que os acéfalos indigentes proprietários de latas de duas e de quatro rodas afirmam convictamente, quando estacionam em cima dos passeios – local destinado e concebido para a circulação dos peões -, infringindo os artigos 48º. e 49º. do Código da Estrada do qual se “esqueceram” logo após terem recebido a “licença” para conduzirem.

Para os que pretendem levar uma vida activa, sem comprometerem a saúde e a vida de terceiros – e não é preciso ser-se “médico especialista” -, existem pelo menos duas formas de exercício físico que podem ser efectuados em casa: bicicleta fixa de manutenção e passadeira de corrida.

Um e outro equipamento, são a forma mais saudável de dar continuidade à vida activa que todos precisamos, sem prejudicar seja quem for. Porque segundo os cientistas e especialistas de saúde afirmam, um assintomático pode infectar, assim como quem já tomou as duas doses de vacina.

Ficam aqui imagens dos dois equipamentos: