755: Coelhos podem ter levado à extinção dos Neandertais na Península Ibérica

CIÊNCIA/PALEONTOLOGIA

Mihin89 / Deviant Art
“Caçador de mamutes” por Mihin89

Quando os grandes mamíferos diminuíram em número, os Neandertais tiveram dificuldades em caçar coelhos, possivelmente levando à sua extinção na Península Ibérica.

Há 40 mil anos, na Europa, o Homo sapiens não era a única espécie humana. Havia pelo menos outras três, entre elas os Neandertais. Eventualmente, a espécie foi levada à extinção, havendo várias razões e teorias que podem explicar o seu desaparecimento do continente europeu.

Uma hipótese sugere que a sua incapacidade de se adaptar à caça de pequenos animais — quando os grandes mamíferos diminuíram em número — desempenhou um papel preponderante na sua extinção, escreve o Ancient-Origins.

Esta teoria foi desenvolvida num estudo publicado em 2013 na revista científica Journal of Human Evolution, que se focou no desaparecimentos dos Neandertais da Península Ibérica.

Os cientistas concluíram que o que tramou os Neandertais foi o facto de estes não conseguirem caçar coelhos com sucesso. Os humanos modernos que chegaram à Península Ibérica não tiveram os mesmos problemas, prosperando com a carne mais disponível na região.

Os Neandertais alimentavam-se maioritariamente de mamutes e rinocerontes. O problema surgiu quando as populações destes animais de grande porte começaram a diminuir significativamente em número.

Isto possivelmente aconteceu quando humanos migraram para a Ibéria e juntaram-se aos Neandertais a caçar estes animais. Alterações climáticas também podem ter justificado a diminuição das populações destas espécies.

“A alta dependência da caça e consumo de grandes mamíferos por alguns hominídeos pode ter limitado a sua sobrevivência, uma vez que a sua presa preferida tornou-se escassa ou desapareceu”, escreveram os autores do estudo de 2013. “A adaptação a presas residuais mais pequenas teria sido essencial depois de muitas espécies de grande porte diminuírem em número”.

Depósitos de ossos de animais encontrados em antigos sítios arqueológicos Neandertais na Península Ibérica mostram que, embora a caça ao coelho não fosse inédita, era muito rara, uma vez que não atendia às necessidades calóricas diárias dos Neandertais.

Eventualmente, a espécie de humanos desapareceu da Península Ibérica, entre 30.000 e 40.000 anos atrás.

Como tal, os investigadores sugerem que caso os Neandertais tivessem conseguido fazer uma transição na sua dieta, de forma a incluir o consumo de coelho, talvez tivesse sobrevivido durante mais tempo na Península Ibérica.

Daniel Costa
18 Março, 2022