578: Um passo atrás? Afinal, os cientistas não sabem como eram os megalodontes

CIÊNCIA/PALEONTOLOGIA/PALEOBIOLOGIA

As formas corporais anteriormente propostas para o gigantesco megalodonte permanecem no reino das especulações, concluiu um estudo recente.

Afinal, não há evidências científicas sobre a verdadeira aparência do megalodonte.

“O estudo pode parecer um passo atrás na Ciência, mas o mistério contínuo torna a paleontologia, o estudo da vida pré-histórica, um campo científico fascinante e emocionante”, disse Kenshu Shimada, professor de paleobiologia da Universidade DePaul, nos Estados Unidos, e co-autor do estudo.

O Otodus megalodon é normalmente retratado como sendo parecido com o tubarão-branco, ou Carcharodon carcharias, o maior tubarão predador existente actualmente, pertencente à família dos lamnídeos (Lamnidae).

O megalodonte não pertence a essa família, mas a comunidade científica crê que o animal estava intimamente relacionado com o tubarão-branco. Além disso, destaca o EurekAlert, os cientistas acreditam que era um animal parcialmente de sangue quente, o que lhe permitia, em teoria, ser um predador activo.

É por estes motivos que os investigadores costumam usar os lamnídeos para tentar chegar a uma morfologia aproximada dos megalodontes.

Com base na inferência, um estudo chegou até a utilizar análises da forma geométrica bidimensional das formas corporais dos lamnídeos modernos para propor uma forma corporal inferida dos megalodontes.

A equipa liderada por Phillip Sternes, biólogo da Universidade da Califórnia em Riverside, fez isso mesmo partindo das formas de cinco lamnídeos.

O estudo tinha como objectivo apurar se a abordagem bidimensional pode mesmo diferenciar as formas corporais representadas pelas espécies endotérmicas modernas (de sangue quente) das ectotérmicas modernas (de sangue frio) dentro dos lamniformes.

No entanto, não correu como o esperado: no final da investigação, os cientistas não encontraram padrões, concluindo, assim, que não existe relação entre a termo-fisiologia e a forma corporal nos lamniformes.

“O O. megalodon pode ter-se assemelhado ao grande tubarão-branco moderno ou lamniforme, mas os nossos resultados sugerem que a abordagem bidimensional não permite de forma decisiva a reconstrução da forma corporal do O. megalodon“, disse Jake Wood, co-autor do estudo publicado, este mês, no Historical Biology.

“Todas as formas corporais do Otodus megalodon anteriormente propostas devem ser consideradas como especulações do ponto de vista científico“, acrescentou Sternes.

  ZAP //

ZAP
15 Fevereiro, 2022