1201: Astrofotografia lunar em 10.06.2022

Flag for Portugal Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Junho 2022

Moon: 83.2%

Waxing Gibbous

Current Time: 11 de Jun de 2022, 0:17:43
Moon Direction: 215,73° SW
Moon Altitude: 33,01°
Moon Distance: 371.099 km
Next Full Moon: 14 de Jun de 2022, 12:51
Next New Moon: 29 de Jun de 2022, 3:52
Next Moonset: Today, 3:49

Stellarium

10.06.2022

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved


 

1195: Astrofotografia lunar em 09.06.2022

Flag for Portugal Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Junho 2022

Moon: 73.6%

Waxing Gibbous

Current Time: 9 de Jun de 2022, 22:55:10
Moon Direction: 209,54° SSW
Moon Altitude: 42,47°
Moon Distance: 377.572 km
Next Full Moon: 14 de Jun de 2022, 12:51
Next New Moon: 29 de Jun de 2022, 3:52
Next Moonset: Tomorrow, 3:22

Stellarium

09.06.2022

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved


 

1188: Astrofotografia lunar em 08.06.2022

Flag for Portugal Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Junho 2022

Moon: 64.5%

Waxing Gibbous

Current Time: 9 de Jun de 2022, 1:28:56
Moon Direction: 257,98° WSW
Moon Altitude: 16,12°
Moon Distance: 383.138 km
Next Full Moon: 14 de Jun de 2022, 12:51
Next New Moon: 29 de Jun de 2022, 3:52
Next Moonset: Today, 2:57

Stellarium

08.06.2022

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved


 

1180: Astrofotografia lunar em 07.06.2022

Flag for Portugal Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Junho 2022

Moon: 54.1%

First Quarter

Current Time: 8 de Jun de 2022, 1:11:45
Moon Direction: 266,98° W
Moon Altitude: 14,82°
Moon Distance: 389.134 km
Next Full Moon: 14 de Jun de 2022, 12:51
Next New Moon: 29 de Jun de 2022, 3:52
Next Moonset: Today, 2:33

Stellarium

07.06.2022

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved


 

1170: Astrofotografia lunar em 05.06.2022

Flag for Portugal Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Junho 2022

Moon: 32.6%

Waxing Crescent

Current Time: 5 de Jun de 2022, 20:29:35
Moon Direction: 239,00° WSW
Moon Altitude: 57,20°
Moon Distance: 399.530 km
Next Full Moon: 14 de Jun de 2022, 12:51
Next New Moon: 29 de Jun de 2022, 3:52
Next Moonset: Tomorrow, 1:41

Stellarium

05.06.2022

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved


 

1138: Vulcões antigos podem ser uma das fontes da água encontrada na Lua

CIÊNCIA/VULCANOLOGIA/GEOLOGIA/LUA

Por se tratarem de ambientes inóspitos, é sempre surpreendente saber que outros planetas e satélites, como o nosso, albergam água ou formas de vida. Relativamente à Lua, especula-se, agora, que a água que foi por lá encontrada pode ter surgido a partir de vulcões.

Para a encontrar é necessário cavar suficientemente fundo.

Em Janeiro, o programa espacial da China, CNSA, detectou sinais de água na superfície da Lua, pela primeira vez. Os dados, que foram recolhidos pela sua sonda Chang’e-5, fizeram imenso sucesso e a notícia foi surpreendeu todos os terráqueos.

Depois disso, um estudo revelou que nem toda a água da Lua provinha da sua própria superfície, uma vez que uma parte dela deverá ter partido da atmosfera da Terra, conforme se especula. Agora, um outro estudo demonstra que existe outra fonte para a água da Lua: vulcões.

A investigação foi levada a cabo pela University of Colorado e levanta a hipótese de existirem camadas de gelo que foram originadas por erupções vulcânicas nos pólos da Lua.

Imagem meramente ilustrativa

Segundo Andrew Wilcoski, autor principal do estudo e aluno de pós-graduação no Departamento de Ciências Astrofísicas e Planetárias (APS) e no Laboratório de Física Atmosférica e Espacial (LASP) da universidade, os investigadores veem o fenómeno como “uma geada na Lua que se foi acumulando com o tempo”.

Simulações concluíram que água na Lua pode ter chegado através de vulcões

Para tirarem conclusões, os investigadores basearam-se em simulações computorizadas que utilizaram para recriar as condições na Lua, na altura em que presumivelmente as fontes de água se desenvolveram. A partir daí, descobriram que os antigos vulcões lunares emitiam uma grande quantidade de vapor de água, que depois se instalava na superfície sob a forma de gelo.

É possível que 5 ou 10 metros abaixo da superfície, haja grandes camadas de gelo.

Revelou Paul Hayne, professor assistente na APS e na LASP e co-autor do estudo.

O mesmo professor partilhou ainda que “há muitas fontes potenciais neste momento” e que a Lua pode albergar muito mais água do que aquela que os investigadores pensavam ser possível anteriormente.

Os cientistas especulam que há dois ou quatro mil milhões de anos, milhares de vulcões irromperam da superfície da Lua, dando origem a enormes rios de lava. de acordo com os modelos informáticos, aproximadamente 41% da água dos vulcões pode ter condensado na Lua, permanecendo em forma de gelo.

Pplware
Autor: Ana Sofia Neto
31 Mai 2022


 

1106: Há quem queira colocar servidores na Lua e os testes começam já este ano

TECNOLOGIA/ESPAÇO/LUA/SERVIDORES

Já se colocaram servidores de armazenamento de dados no fundo do mar, enterrados no gelo e até dentro de uma mina de carvão abandonada. No entanto, a ideia de instalar servidores na Lua está agora a arrecadar muita atenção. Ao contrário dos demais instalados na Terra, estes que poderão já este ano seguir até ao nosso satélite natural têm um objectivo diferente.

A ideia de colocar uma espécie de “datacenter” na Lua seria para preservar os dados da nossa civilização, caso a humanidade desapareça de cima do planeta.

Datacenter da Lua

A ideia de proteger dados que mostrem a outras civilizações que na Terra existiram um dia humanos, animais, plantas e tanta outra informação relevante, ganha cada vez mais relevância. Proteger a história da humanidade, deixar no universo dados digitais de vida, que um dia pode simplesmente desaparecer.

Este conjunto de ideias poderia ter tido origem num livro de ficção científica, mas resulta apenas de um projecto pensado pela empresa Lonestar Data. O seu objectivo é construir centros de dados nos tubos de lava da Lua, cavernas que teriam sido criadas pela actividade vulcânica numa época muito distante.

Segundo o que a empresa partilhou num comunicado de imprensa, a Lua é o lugar mais seguro para armazenar os nossos dados, ainda mais do que a “biosfera terrestre cada vez mais frágil”. Neste sentido, afirmam que o seu serviço será útil para clientes que vivem na Terra, bem como para astronautas em futuras missões lunares.

Mas há vantagens para instalar servidores no nosso satélite natural?

Pela conjuntura de factos, cenários futuristas com base em indícios da vida passada e actual e com base nas projecções da evolução da humanidade no espaço… há!

Uma das vantagens de armazenar dados na Lua, segundo a empresa, é que o nosso satélite mostra-nos sempre a mesma face, porque demora o mesmo tempo a rodar à sua volta que demora a dar a volta à Terra. Este movimento sincronizado poderia ser benéfico para o estabelecimento de ligações de comunicação directa.

A Lonestar, que actualmente gere “o primeiro servidor web do mundo na Estação Espacial Internacional” está confiante de que a sua tecnologia também chegará à Lua. Para este fim, no âmbito do programa Comercial Lunar Payload Services da NASA, enviará um módulo Nova-C concebido por Intuitive Machines ao nosso satélite no final deste ano. Levará a cabo os primeiros testes da sua tecnologia.

Seguir-se-á um segundo lançamento. Em 2023, um módulo Nova-C irá partir a bordo de um foguetão SpaceX Falcon 9 com vários equipamentos, incluindo o primeiro protótipo de centro de dados Lonestar. Não há muita informação técnica, mas a empresa diz que terá uma arquitectura RISC-V multi-core e 16 TB de capacidade de armazenamento.

Os ambiciosos planos da empresa incluem a construção de centros de dados capazes de armazenar cinco petabytes de dados até 2024 e 50 petabytes de dados até 2026. Antes disso, no entanto, enfrentarão uma série de desafios, tais como aterrar suavemente na superfície lunar de modo a não danificar o equipamento e encontrar uma forma de lidar com temperaturas extremas.

Ilustração de tubos de lava no solo da Lua

Tubos de lava… serão a casa e o datacenter dos humanos na Lua

Como mencionado acima, a empresa planeia instalar os seus centros de dados em tubos de lava lunar, mas pouco se sabe sobre eles. Há anos que os cientistas teorizam estes túneis, sendo as maiores pistas detectadas até agora os pequenos sulcos na superfície do satélite.

Conforme refere a NASA, acredita-se que os tubos de lava poderiam ser ideais para bases lunares e proteger os astronautas da radiação, micro-meteoritos e alterações de temperatura. Isto poderia também aplicar-se a um centro de dados. Por enquanto, as próximas missões lunares permitirão testar se estes túneis têm as propriedades estruturais a serem utilizadas para os fins acima mencionados.

Pplware
Autor: Vítor M.
26 Mai 2022


 

1070: Astrofotografia lunar

20.05.2022

Flag for Portugal Lisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Maio 2022

Moon: 77.3%

Waning Gibbous

Current Time: 20 de Mai de 2022, 7:26:43
Moon Direction: 205,41° SSW
Moon Altitude: 20,23°
Moon Distance: 365.468 km
Next New Moon: 30 de Mai de 2022, 12:30
Next Full Moon: 14 de Jun de 2022, 12:51
Next Moonset: Today, 10:18

Com o céu bastante nublado, ainda consegui esta imagem

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

Stellarium


 

1054: Lua de Sangue: saiba como ver o eclipse total em Portugal

CIÊNCIA/ASTRONOMIA/LUA DE SANGUE

© CNN Portugal Lua de Sangue
(Getty Images)

Um eclipse lunar total vai iluminar o céu de Portugal. O fenómeno, que vai pintar a lua de tons vermelhos e alaranjados, decorre entre a noite de domingo e o início da manhã de segunda-feira, de acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).

Esta será a primeira “lua de sangue” do ano e vai ser possível observá-la na metade leste da América do Norte e em toda a América Central e do Sul, que vão ter uma vista privilegiada sobre todo o fenómeno lunar, caso o clima o permita. As várias fases parciais do eclipse também vão ser visíveis na Europa, em África e no Médio Oriente, só deixando de fora o Alasca, a Ásia e a Austrália.

“É um evento gradual, lento e maravilhoso”, considera o geólogo planetário da NASA, Noah Petro.

Eclipse total da Lua em Portugal

Na madrugada da próxima segunda-feira a Lua vai entrar na penumbra da Terra às 02:31. A partir desse momento, a Lua vai começar a escurecer de forma progressiva, adquirindo tons mais acinzentados.

De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa, os tons avermelhados e acastanhados surgem por volta das 03:28, quando a Lua entrar na sombra da Terra.

O eclipse total vai acontecer às 04:29, momento em que a Lua ficará totalmente dentro do cone de sombra da Terra.

“De facto, durante um eclipse lunar os raios solares incidem na Lua após atravessarem a atmosfera terrestre onde são dispersados e perdem uma grande quantidade de luz azul e verde. Assim, durante o eclipse, a Lua não é iluminada com luz branca mas sim com luz mais avermelhada.”, lê-se na nota do Observatório, que realça que o máximo do eclipse ocorrerá às 05:12, quando a Lua está no centro da sombra da Terra. A fase de Lua cheia ocorre apenas dois minutos depois, às 5:14.

Pelas 5:54 termina o eclipse total, perdendo a Lua o tom avermelhado e, de forma progressiva, voltando ao tom cinzento-escuro. O fenómeno termina totalmente cerca das 07:52.

Em Portugal ou não, poderá sempre assistir ao fenómeno através do site da NASA, onde haverá uma transmissão ao vivo do eclipse a partir de vários locais. O próximo Eclipse Total da Lua só vai acontecer a 8 de Novembro, por isso vale a pena espreitar este.

A espaço-nave Lucy da NASA irá fotografar todo o evento lunar a 103 milhões de quilómetros de distância.

MSN
Beatriz Madaleno de Assunção
14.05.2022 às 18:21


1044: Astrofotografia lunar

13.05.2022

Flag for PortugalLisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Maio 2022

Moon: 86.8%

Waxing Gibbous

Current Time: 13 de Mai de 2022, 0:41:28
Moon Direction: 218,38° SW
Moon Altitude: 43,07°
Moon Distance: 376.602 km
Next Full Moon: 16 de Mai de 2022, 5:14
Next New Moon: 30 de Mai de 2022, 12:30
Next Moonset: Today, 4:56

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

Stellarium


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética de Putin, na Ucrânia
For the victims of the genocide practiced
by the Soviet Union of Putin, in Ukraine