240: Passe Antigo Combatente

A partir de 5 de Novembro (6.ª feira), o Passe Navegante Antigo Combatente passa a estar disponível nas Lojas CARRIS.

Pode ser adquirido por todos os Antigos Combatentes e Viúvas de Antigos Combatentes, titulares de Cartão de Antigo(a) Combatente ou de Viúva(o) de Antigo(a) Combatente – emitido pela Direcção Geral de Recursos da Defesa Nacional (DGRDN). O domicílio fiscal do requerente tem que estar registado na Área Metropolitana de Lisboa (AML).

O Passe Navegante Antigo Combatente é válido para qualquer percurso, em todos os operadores de serviço público de transporte regular, dentro de um único município (Navegante Municipal) ou em todos os 18 municípios da AML (Navegante Metropolitano).

Veja aqui como obter o Passe Antigo Combatente >>

 A Portaria n.º 198/2021 de 21 de Setembro define as condições de atribuição do Passe de Antigo Combatente e os procedimentos relativos à sua operacionalização em consonância com o estabelecido no Estatuto do Antigo Combatente (EAC), aprovado pela Lei n.º 46/2020, de 20 de Agosto.

Data de publicação: 05/11/2021

Carris

Antigo Combatente

O Passe Navegante Antigo Combatente é um título mensal, destinado a todos os Antigos Combatentes e Viúvas de Antigos Combatentes titulares de Cartão de Antigo Combatente ou de Viúva(o) de Antigo Combatente.

Quem pode requerer

Todos os Antigos Combatentes e Viúvas de Antigos Combatentes, titulares de Cartão de Antigo Combatente ou de Viúva(o) de Antigo Combatente, emitido pela Direcção Geral de Recursos da Defesa Nacional (DGRDN).

Devem ainda possuir domicílio fiscal na Área Metropolitana de Lisboa (AML).

Como obter

Primeiro tem que efectuar o pedido de adesão ao perfil de Antigo Combatente, deverá anualmente entregar/apresentar a seguinte documentação, no caso da CARRIS, numa das Lojas CARRIS:

  • Cartão Lisboa Viva ou Navegante válido

Se o cliente já tiver cartão Navegante/Lisboa Viva, este perfil é “gravado” no cartão do cliente. Caso contrário pode ser solicitada nesta fase a emissão de um novo cartão, com a entrega da habitual requisição de cartão Navegante ou realizado em loja na vertente “Passe em 15 minutos”, sendo que o custo do mesmo será suportado pelo Antigo Combatente ou Viúvas(os) de Antigo Combatente.

Após ter concluído os passos referidos, basta carregar o título, mensalmente, numa Loja CARRIS.

Títulos disponíveis

Antigo Combatente e Viúvas(os) de Antigo Combatente com idade inferior a 65 anos

Navegante Municipal | Gratuito

(Válido no Município associado ao domicílio fiscal)

Navegante Metropolitano | 10€

(Válido em toda a AML)

Antigo Combatente e Viúvas(os) de Antigo Combatente com idade superior a 65 anos

Navegante +65 | Gratuito

(válido em toda a AML)

Mais informação:

ver documento em formato PDF: navegante-antigo-combatente-2

 

113: Ex-combatentes revoltados e desiludidos com atrasos na gratuitidade dos transportes

No passado dia 8 de Agosto, inseri este artigo neste meu Blogue:

Ex-combatentes revoltados e desiludidos com atrasos na gratuitidade dos transportes

Sim, revoltados porque as leis foram aprovadas e por porras de burrocracia sem sentido, continuam sem serem postas na prática. Estão à espera que os ex-combatentes vão morrendo aos poucos (a maioria com mais de 70 anos) para no final, quando tudo estiver “ajustado”, darem as migalhas da gratuitidade dos transportes aos que restarem na altura.

É estranho o comandante supremo das Forças Armadas, concomitantemente presidente da República Portuguesa, ainda não ter dito nada sobre esta situação, ele que anda sempre metido no meio do barulho produzido pelas “desgraças” que vão surgindo aqui e acolá!

Pois é camaradas ex-combatentes, nós que andámos a dar o corpinho ao manifesto pela guerra do Ultramar, nós que vimos camaradas nossos morrerem ao nosso lado uns, estropiados outros, temos de aguentar a mola porque não há mesmo nada a fazer com estes políticos, com  esta governança e com este pseudo regime “democrático”!

Recebi hoje um e-mail, em resposta aos meus anteriores e-mails dirigidos à Sra. Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes, Dra. Catarina Sarmento e Castro, com o seguinte teor:

seg 30/08/2021 14:43
De: Antigos Combatentes <antigos.combatentes@defesa.pt>
Assunto: Cartão do Combatente- Passe Intermodal

Exmo. Senhor

Francisco Gomes,

Acusamos a recepção do seu e-mail infra e informamos que a gratuitidade dos transportes públicos das áreas metropolitanas e comunidades intermunicipais, prevista no artigo 17.º do Estatuto do Antigo Combatente, é uma medida que carece ainda da adopção de um conjunto de actos de natureza regulamentar que não dependem exclusivamente da área governativa da Defesa Nacional, encontrando-se este Ministério a desenvolver todos os esforços para que possa ser implementada no mais curto espaço de tempo.

Assim, cumpre-nos informar que este beneficio ainda não se encontra disponível.

Com os melhores cumprimentos,

RICARDO ESTEVES
Assistente Técnico

Direcção-Geral de Recursos da Defesa Nacional

Direcção de Serviços de Saúde Militar e Assuntos Sociais
Av. Ilha da Madeira, nº 1 – 4º Piso
1400-204 Lisboa, PORTUGAL
TEL + 351 21 380 42 00

(texto corrigido para ortografia de português ibérico A.O.)

E assim, rapaziada da pesada, vamos cantando loas a estes políticos que não se interessam absolutamente nada por quem andou a arriscar a vida na guerra, OBRIGADO a isso pelo regime fascista de Salazar.

 

31: Cartão de Antigo Combatente

No passado dia 25 de Junho de 2021, enviei este e-mail à sra. Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes, a fim de solicitar o seguinte esclarecimento:

“Exma. Sra.
Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes
Dra. Catarina Sarmento e Castro

Boa tarde

Recebi ontem o ofício que acompanhava o Cartão de Antigo Combatente que agradeço.

De acordo com os direitos consignados no Estatuto do Antigo Combatente, pedi esclarecimento à Carris sobre como poderia obter a gratuitidade do passe intermodal de transportes públicos das áreas metropolitana e comunidades intermunicipais, cujo texto insiro de seguida:

Enviada: 24 de Junho de 2021 17:25
Assunto: Via Site (Informação) (P2877-21)

Nome

Francisco Gomes

Telefone

xxxxxxxxx

Email

xxxxxxxxxxxx

Assunto

Bilhética

N.º Cartão

xxxxxxxxxxxxx

Descrição do assunto

Recebi hoje o Cartão de Antigo Combatente que, ao abrigo do Estatuto do Antigo Combatente, Lei nº. 46/2020 de 20 de Agosto, concede gratuitidade do passe intermodal de transportes públicos das áreas metropolitanas e comunidades intermunicipais. Possuidor do passe Lisboa VIVA xxxxxxxxxxx, pretendo saber como se processa esta gratuitidade para renovação deste passe. Obrigado

A resposta que me foi facultada foi esta:

sex 25/06/2021 08:30
De: Atendimento CARRIS atendimento@carris.pt
RE: Via Site (Informação) (P2877-21)

Caro Francisco Gomes,

Bom dia.

Agradecemos o seu e-mail.

Considerando as questões colocadas, informamos que o estabelecido quer na lei 46/2020 quer na portaria 210/2020, que aprova o modelo do cartão de antigo combatente, é que os titulares do referido cartão podem usufruir da “gratuitidade do passe intermodal” (NAVEGANTE).

Contudo, as entidades responsáveis pela emissão do cartão de antigo combatente e/ou Viúva/o ainda não especificaram como deve esta gratuitidade ser obtida.

A Transportes Metropolitanos de Lisboa -TML– está a desenvolver esforços para que sejam definidos os procedimentos a adotar.

Aconselhamo-lo a estar atento ao site da empresa – WWW.CARRIS.PT -, pois assim que houverem novas orientações, estas serão oportunamente noticiadas.

Cumprimentos,
João Sousa
Núcleo Acompanhamento do Cliente

Acho estranho que desde 20 de Agosto de 2020, a entidade que gere a Carris, ainda não tenha conhecimento dos procedimentos a adoptar para esta gratuitidade.

Nesta conformidade, solicito a V. Exa. o favor da informação de quando poderei começar a usufruir desta gratuitidade.

Com os melhores cumprimentos,”

Ora, até à data de hoje, 01 de Julho de 2021, não obtive qualquer resposta da sra. Secretária de Estado de Recursos Humanos e Antigos Combatentes, o que me leva a concluir que parece que pretendem deixar que os Antigos Combatentes vão morrendo (eu tenho 75 anos e existem mais idosos que eu ainda vivos), para se descartarem das despesas orçamentais que implicam estes “benefícios”, embora a intenção tivesse sido a de o Cartão de Antigo Combatente, conferir ao Titular o Reconhecimento da Nação, sublinhando o lugar marcante que ocupam na História de Portugal.

É completamente inadmissível que uma lei de 20 de Agosto de 2020 ainda não tivesse sido implementada na prática, mesmo tendo o Cartão sido distribuído em Junho, quando fomos informados que seria em Janeiro de 2021.

01 de Julho de 2021
Francisco Gomes