416: Identificada segunda super-lua fora do Sistema Solar

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

Centro de Voo Espacial Goddard da NASA; Jay Friedlander e Britt Griswold

Kepler 1708b. A lua “grande e estranha” detectada por astrónomos, cinco anos depois da primeira exolua (ou candidata a tal).

Pode ter sido descoberta, pela segunda vez, uma exolua. Astrónomos revelaram que encontraram uma super-lua fora do nosso sistema solar. Tal como a primeira, é “grande e estranha”, resume a agência Reuters.

Há semelhanças em relação à alegada primeira exolua, descoberta há cinco anos – “alegada” porque ainda hoje não há consenso entre os especialistas sobre a designação correcta.

E, tal como a primeira descoberta, esta super-lua é aparentemente muito diferente das luas que existem no nosso sistema solar, segundo o relatório publicado na revista científica Nature Astronomy.

A investigação foi liderada por David Kipping e pela equipa do Laboratório Cool Worlds, da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos da América – a mesma equipa que descobriu a primeira exolua, em 2017.

A exolua Kepler 1708b fica a 5.7 mil anos-luz da Terra, na direcção das constelações Cygna e Lyra. O seu diâmetro é cerca de 2,6 vezes superior ao diâmetro da Terra – maior do que qualquer lua do nosso sistema solar.

Também tal como a descoberta anterior, esta super-lua será feita de gás que se acumulou sob a atracção gravitacional, por causa do seu tamanho.

Foram observados ao detalhe 70 planetas e apenas este Kepler 1708b é semelhante a uma lua. Será precisa a confirmação de outros telescópios espaciais, como o Hubble; o processo pode terminar só daqui a alguns anos.

Cientistas podem ter encontrado a primeira lua fora do Sistema Solar
Ler mais

Nuno Teixeira da Silva
18 Janeiro, 2022