928: É melhor actualizar já o Chrome! Google alerta para nova falha de segurança a ser explorada

– Para os utilizadores do browser (navegador) CHROME, saiu uma actualização (100.0.4896.127) que pode ser descarregada de imediato.

TECNOLOGIA/INTERNET/BROWSERS/CHROME

A versão 100 do Chrome mostrou como este browser da Google tem evoluído. As novidades são várias, alargando a forma como esta proposta tem evoluído, dominando a Internet e os sistemas onde tem uma presença forte.

Com novidades já bem apresentadas, surge agora um problema grave. A Google alertou que este browser deverá ser actualizado com urgência, para eliminar um problema de segurança que está a ser activamente explorado.

Foi há poucas horas que a Google lançou a versão 100.0.4896.127 do Chrome. Esta é uma actualização de emergência que a gigante das pesquisas tornou disponível para mitigar uma falha de segurança grave para o seu browser.

Esta deverá ser instalada com a máxima urgência para que seja resolvido um problema de segurança grave. Além da falha, a Google quer que este problema seja resolvido rapidamente, por estar a ser explorado por vários atacantes na Internet.

Marcada como CVE-2022-1364, existe pouca informação sobre a falha de segurança do Chrome. A Google está a reter informação para que não seja explorada por mais atacantes e assim deixar mais utilizadores vulneráveis a este problema grave.

Ainda assim, e do que foi possível saber, este problema está no motor de javascript deste browser. O motor Chrome V8 JavaScript está vulnerável a um ataque do tipo confusion, que já no passado se revelou problemático para este browser.

Revelado na passada 4ª feira, a Google rapidamente tratou de identificar e resolver o problema do Chrome. Como resultado, lançou esta actualização, que recomenda que seja imediatamente instalada por todos os utilizadores.

Assim, e segundo o que a Google recomenda, é importante que procurem manualmente a nova versão do Chrome. Só após a sua instalação este browser estará protegido e longe de problemas graves. Esta é, desde o início do ano, a terceira situação crítica que afecta o Chrome e que foi necessário resolver desta forma.

Pplware
Autor: Pedro Simões
15 Abr 2022


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética na Ucrânia