905: Medidas de emergência para minorar efeito da subida dos preços

– Não sei se esta é mais uma FAKE-NEWS da governança deste país, se sou eu que já não entendo as razões da razão. A minha filha, desempregada desde há SEIS ANOS a esta data, terminado há muito o subsídio de desemprego, encontra-se agora a receber o subsídio social de desemprego subsequente, no valor de € 354,56 mensais que vai terminar neste Verão. E depois? Fica entregue à sua “sorte”? Conseguiu, depois de muitas trocas de e-mails, beneficiar da tarifa social de electricidade. Agora, estes € 60,00 a que se refere a notícia, nunca viu a cor deles! E é bom lembrar que ela paga de renda de casa  € 531,00 (e não, não é nenhum condomínio privado, antes um prédio antigo construção de tabique). Se não fosse a minha ajuda, já estaria na condição de sem-abrigo e a viver debaixo da ponte ou num vão de escada. Por isso, questiono: quem serão os “felizardos” que recebem estes € 60,00?

Apoio de 60 euros às prestações mínimas
O governo decidiu alargar o apoio extraordinário para as famílias mais vulneráveis, de 60 euros, a todas as famílias que recebem prestações sociais mínimas. Até agora, a medida abrangia, apenas, os beneficiários de tarifa social de electricidade, ou seja, pouco mais de 762 mil pessoas. O alargamento foi anunciado ontem pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na conferência de imprensa que visou dar a conhecer as novas medidas de emergência direccionadas à contenção dos aumentos de preços dos bens energéticos e agro-alimentares decididas no Conselho de Ministros extraordinária da passada sexta-feira.

(ler notícia completa em: Medidas de emergência para minorar efeito da subida dos preços)

Diário de Notícias
Maria Caetano
12 Abril 2022 — 00:19


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética na Ucrânia


 

895: António Costa: mantemos a estratégia de aumento de rendimentos

– Essa afirmação, sr. António Costa, primeiro-ministro de Portugal, não passa de FAKE-NEWS… Feita a minha simulação do imposto de IRS de 2021 (que apenas vou entregar no último dia para “descansar” das prestações (7) da última liquidação do IRS de 2020, terminada em 30.03.2022), continuo a ser ROUBADO nos subsídios de férias e de natal, que já nem chegam para isso! Dúvidas? VER ESTE ARTIGO NESTE BLOGUE – Mais um “ASSALTO” a quem menos tem…. Em 2021, na condição de viúvo, a taxa foi de 28,50% e vou ter de pagar €1.669,69. A minha pensão de reforma são € 629,00 + € 400,00 de pensão de “sobrevivência” pelo falecimento de minha esposa, quando 85% da pensão (€ 531,00) é para pagar a renda de casa que não pode ser abatida nas deduções dado que o contrato de arrendamento está em nome de minha filha (DESEMPREGADA HÁ SEIS ANOS). Por isso, sr. António Costa, diz V. Exa. que vai manter a “estratégia” de aumento de rendimentos? ONDE? PARA QUEM? FUI “CASTIGADO” POR TER FICADO VIÚVO?

“Não podemos embarcar na ilusão de que só se controla os preços com aumento de rendimentos”

Depois de ver o programa de governo legitimado no Parlamento, o líder do PS garante este sábado ao partido que irá combater a inflação gerada pela guerra na Ucrânia e manter as promessas eleitorais, os aumentos de salários e pensões já previstos.

Diário de Notícias
Paula Sá
09 Abril 2022 — 12:13

 


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética na Ucrânia



 

866: Acusações e informações falsas

INTERNACIONAL/GUERRA/UCRÂNIA

Moscovo acusa Ucrânia de encenar novas imagens de civis mortos

Moscovo acusa Wikipedia de difundir informações falsas sobre a guerra

“Nem um único residente de Bucha sofreu violência de russos”, diz embaixador na ONU

Diário de Notícias

Ah! Pois! Os ucranianos encenaram os mortos espalhando cadáveres pelas ruas e os russos encenaram a invasão da Ucrânia…

As tropas que invadiram a Ucrânia realmente não eram russas, eram soviéticas! Enviadas pelo Czar imperialista Putin que pretende reerguer de novo o imperialismo soviético da URSS, alicerçado nas práticas nazis de Hitler.

05.04.2022