984: Telescópio James Webb já tem os espelhos alinhados! Veja o vídeo

CIÊNCIA/ASTRONOMIA

O telescópio James Webb foi lançado com sucesso no dia 25 de Dezembro de 2021 e desde essa altura que tem estado em afinações. Como já revelamos, o James Webb vai estudar um sistema com sete planetas semelhantes à Terra

As notícias mais recentes da NASA, revelam que o Telescópio James Webb já concluiu o alinhamento dos sensores.

No passado dia 25 de Dezembro, o foguete Ariane 5 descolou do porto espacial de Kourou levando consigo o James Webb, o telescópio de 8,8 mil milhões de euros.

Depois de 5 meses do lançamento do telescópio, a NASA revelou recentemente que já concluído o processo de alinhamento dos dezoito espelhos hexagonais fabricados em berílio e que são revestidos com uma fina camada de ouro. O alinhamento de todos os espelhos, permitirá ter imagens com boa qualidade e detalhe.

A calibração dos espelhos teve como referência um ponto no espaço denominado “Grande Nuvem de Magalhães”, galáxia anã satélite que orbita a Via-Láctea.

Segundo o cronograma divulgado pela NASA, o processo de alinhamento dos espelhos finalizado dá início a outro processo que deve durar cerca de 60 dias até que o equipamento consiga ajustar as quatro câmaras: NIRCam, NIRSpec, NIRISS e MIRI.

Veja o vídeo do alinhamento dos espelhos do James Webb

James Webb é o mais poderoso telescópio espacial de sempre deverá observar as primeiras galáxias, formadas ‘apenas’ 200 milhões de anos após o princípio do Universo. De relembrar que o telescópio espacial James Webb atingiu em Janeiro a sua configuração final o que significa que está pronto para começar a funcionar na sua totalidade. No entanto, a total operação do tal telescópio só deverá acontecer dentro de cerca de cinco meses, revelou agência espacial norte-americana.

O telescópio é pilotado a partir da cidade norte-americana de Baltimore, na costa leste dos Estados Unidos.

Pplware
Autor: Pedro Pinto
02 Mai 2022


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética de Putin, na Ucrânia
For the victims of the genocide practiced
by the Soviet Union of Putin, in Ukraine