1058: Eclipse total deixou a lua vermelha

Como eu informei num outro artigo sobre este tema, aqui em Lisboa, não foi possível visualizar todo o eclipse lunar – Lua de Sangue .- dado que o céu esteve praticamente sempre encoberto apenas com umas abertas já no final do eclipse, que deu origem às imagens que consegui captar na madrugada de hoje.

O que considero estranho é que neste artigo do Diário de Notícias, o slideshow do eclipse lunar, em várias partes do Mundo, nenhuma tem a origem em Portugal.

Será que em nenhum ponto do país, existiu uma aberta para captar as imagens ou simplesmente é porque sim?

Uma parte do planeta assistiu a um eclipse lunar total na noite de domingo para segunda-feira, um fenómeno raro durante o qual o brilho do satélite diminuiu e progressivamente ganhou uma cor avermelhada.

Eclipse lunar visto de Skopje, na Macedónia
Foto EPA/GEORGI LICOVSKI

Eclipse lunar visto de Córdoba, em Espanha
Foto EPA/Salas

O eclipse observado a partir da Cidade do México
Foto EPA/Víctor Abreu

Eclipse visto a partir de Washington DC, capital dos Estados Unidos
Foto EPA/JIM LO SCALZO

Eclipse visto a partir de Santiago, no Chile
Foto EPA/Alberto Valdes

Eclipse visto a partir da República Dominicana
Foto EPA/Orlando Barria

Eclipse visto a partir da Cidade do Panamá
Foto EPA/Bienvenido Velasco

Eclipse captado a partir de Santa Luzia, nas Honduras
Foto EPA/Gustavo Amador

E PORTUGAL??? NÃO EXISTE??? ESTEVE NUBLADO EM TODO O TERRITÓRIO???

 


Lua de Sangue (invisível) – 16052022@03:43

Infelizmente (são 03:49 horas) e o céu encontra-se encoberto não deixando observar o início do eclipse lunar. Era de esperar porque ontem, Domingo, o dia esteve de chuva. Mas a condição primeira de um astrónomo é a paciência e o ter de esperar pelo momento certo. Esperei e embora com muitas nuvens, existiram algumas (poucas) abertas que me permitiram captar o final deste eclipse (imagens em baixo), embora sem a beleza do início quando a Lua fica avermelhada.

Flag for PortugalLisbon, Portugal — Moonrise, Moonset, and Moon Phases, Maio 2022

Moon: 100.0%

Full Moon

Current Time: 16 de Mai de 2022, 3:44:19
Moon Direction: 215,17° SW
Moon Altitude: 23,25°
Moon Distance: 362.284 km
Next Full Moon: 16 de Mai de 2022, 5:14
Next New Moon: 30 de Mai de 2022, 12:30
Next Moonset: Today, 6:28

Stellarium

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved


1054: Lua de Sangue: saiba como ver o eclipse total em Portugal

CIÊNCIA/ASTRONOMIA/LUA DE SANGUE

© CNN Portugal Lua de Sangue
(Getty Images)

Um eclipse lunar total vai iluminar o céu de Portugal. O fenómeno, que vai pintar a lua de tons vermelhos e alaranjados, decorre entre a noite de domingo e o início da manhã de segunda-feira, de acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa (OAL).

Esta será a primeira “lua de sangue” do ano e vai ser possível observá-la na metade leste da América do Norte e em toda a América Central e do Sul, que vão ter uma vista privilegiada sobre todo o fenómeno lunar, caso o clima o permita. As várias fases parciais do eclipse também vão ser visíveis na Europa, em África e no Médio Oriente, só deixando de fora o Alasca, a Ásia e a Austrália.

“É um evento gradual, lento e maravilhoso”, considera o geólogo planetário da NASA, Noah Petro.

Eclipse total da Lua em Portugal

Na madrugada da próxima segunda-feira a Lua vai entrar na penumbra da Terra às 02:31. A partir desse momento, a Lua vai começar a escurecer de forma progressiva, adquirindo tons mais acinzentados.

De acordo com o Observatório Astronómico de Lisboa, os tons avermelhados e acastanhados surgem por volta das 03:28, quando a Lua entrar na sombra da Terra.

O eclipse total vai acontecer às 04:29, momento em que a Lua ficará totalmente dentro do cone de sombra da Terra.

“De facto, durante um eclipse lunar os raios solares incidem na Lua após atravessarem a atmosfera terrestre onde são dispersados e perdem uma grande quantidade de luz azul e verde. Assim, durante o eclipse, a Lua não é iluminada com luz branca mas sim com luz mais avermelhada.”, lê-se na nota do Observatório, que realça que o máximo do eclipse ocorrerá às 05:12, quando a Lua está no centro da sombra da Terra. A fase de Lua cheia ocorre apenas dois minutos depois, às 5:14.

Pelas 5:54 termina o eclipse total, perdendo a Lua o tom avermelhado e, de forma progressiva, voltando ao tom cinzento-escuro. O fenómeno termina totalmente cerca das 07:52.

Em Portugal ou não, poderá sempre assistir ao fenómeno através do site da NASA, onde haverá uma transmissão ao vivo do eclipse a partir de vários locais. O próximo Eclipse Total da Lua só vai acontecer a 8 de Novembro, por isso vale a pena espreitar este.

A espaço-nave Lucy da NASA irá fotografar todo o evento lunar a 103 milhões de quilómetros de distância.

MSN
Beatriz Madaleno de Assunção
14.05.2022 às 18:21


1036: Eclipse Total da Lua (16/05/2022)

CIÊNCIA/ASTRONOMIA/ECLIPSES

Fig. 1 – A órbita lunar, as distâncias e os diâmetros exagerados, para mostrar o conceito. A figura não está representada à escala.

Na madrugada de 16 de Maio vai ocorrer um eclipse total da Lua. A Lua começa a entrar na penumbra da Terra às 2h31min e a partir deste instante a Lua vai escurecendo progressivamente adquirindo tons mais acinzentados. A seguir, às 3h28min a Lua começa a entrar na sombra da Terra, adquirindo tons mais avermelhados e acastanhados.

O começo do eclipse total ocorre às 4h29min, quando a Lua fica totalmente dentro do cone de sombra da Terra. Embora fique totalmente na sombra, a Lua não deixa de ser visível mas apresenta uma cor avermelhada e acastanhada. De facto, durante um eclipse lunar os raios solares incidem na Lua após atravessarem a atmosfera terrestre onde são dispersados e perdem uma grande quantidade de luz azul e verde. Assim, durante o eclipse, a Lua não é iluminada com luz branca mas sim com luz mais avermelhada.

O máximo do eclipse ocorre às 5h12min quando a Lua está no centro da sombra da Terra. O instante da fase de Lua cheia ocorre apenas 2 minutos depois às 5h14min. Pelas 5h54min termina o eclipse total, ou seja a Lua começa a sair da sombra, perdendo progressivamente o tom avermelhado e ganhando o tom de cinzento-escuro. Por fim às 7h52min a Lua sai completamente da penumbra voltando à sua tonalidade habitual, mas nesta ocasião a Lua já estará abaixo do horizonte.

O próximo Eclipse Total da Lua ocorrerá no dia 8 de Novembro de 2022! Consulte aqui toda a informação sobre os eclipses solares e lunares em 2022.

A visibilidade da Lua

O eclipse será visível  com o mesmo aspecto em todos os lugares da Terra que nesse momento tenham a Lua acima do horizonte. Assim, as pessoas que terão oportunidade de ver este Eclipse Total da Lua serão aquelas que vivem em Portugal continental e insular, na Europa Ocidental, bem como no Médio Oriente, África, América do Sul, América do Norte, Antárctica, Oceano Atlântico e Oceano Pacífico.

A Lua em Lisboa nasce às 20h11 de dia 15 e põe-se às 06h28 de dia 16, o que quer dizer que, se as condições climáticas assim o permitirem, será possível acompanhar o eclipse até 28 minutos antes de sair completamente da sua totalidade.

No arquipélago da Madeira e dos Açores será possível ver a Lua a sair da sombra na sua totalidade.

A lua em Funchal nasce às 20h31 de dia 15 e põe-se às 07h14 de dia 16 de Maio de 2022.

A lua em Ponta Delgada nasce às 20h19 de dia 15 e põe-se às 06h39 de dia 16 de Maio de 2022.

Para obter mais informação sobre os instantes do nascimento e ocaso da Lua consulte no nosso site a página Almanaques/Dados de 2022/para as várias cidades e consulte também a tabela Nascimento, e Ocaso da Lua (Lisboa).

Em resumo, a progressão do eclipse em Portugal (hora de Portugal Continental e dos Arquipélagos da Madeira e dos Açores) será a seguinte:

Data:16/5/2022 Portugal continental Madeira Açores
A lua entra na penumbra: 02:31 02:31 01:31
A Lua entra na sombra:  03:28 03:28 02:28
Meio do eclipse:  05:12 05:12 04:12
A Lua sai da sombra:  06:56 05:56
A lua sai da penumbra:
Ocaso da Lua: 06:28 07:14 06:39

Grandeza do eclipse = 1,419 considerando o diâmetro da lua como unidade.

Fig.2 – Os pontos de contacto referidos na lista acima do eclipse total da lua

Eclipse total da Lua é um fenómeno astronómico em que a Lua adquire um tom avermelhado por mergulhar completamente na sombra da Terra. Isto sucede quando a Lua, em fase de Lua cheia, passa nos seus nodos ou na proximidade destes.

O brilho da Lua

A melhor altura para observar a Lua em todo o seu esplendor é como habitualmente no seu nascimento, que no dia 15 ocorre às 20h11min, ou no seu ocaso que no dia 16 ocorre às 06h28min. A Lua aparecerá no horizonte como uma Lua gigante avermelhada. Note-se no entanto que este avermelhamento da Lua é diferente do que ocorre durante o eclipse. Enquanto que durante o eclipse, a Lua é iluminada por luz avermelhada,  durante o nascimento/ocaso a Lua é iluminada por luz branca que é posteriormente reflectida para a Terra e se torna avermelhada quando dispersa na atmosfera terrestre.

Escala de Danjon: possíveis tonalidades da Lua durante a fase de totalidade

Durante o eclipse total da Lua, a sombra da Terra (umbra) não é uma região de escuridão total. Embora não receba luz directa do Sol, recebe luz indirecta, refractada pela atmosfera da Terra. Essa luz é avermelhada pois os comprimentos de onda menores (luz azul e verde) são filtrados e espalham-se pela nossa atmosfera. Daí a origem do nome “Lua de sangue”. Muitas vezes durante um eclipse total, a Lua adquire uma coloração muito bonita que pode variar de um tom amarelo-escuro a um vermelho-alaranjado bastante vivo, ou mesmo cor de cobre. Estas tonalidades estão classificadas pela escala de Danjon (ver figura) e a sua formação depende essencialmente da quantidade de poeiras existentes na atmosfera. A longa duração do eclipse poderá permitir observar uma progressão das tonalidades na Lua.

OAL – Observatório Astronómico de Lisboa
11 Mai 2022

Com os meus telescópios também obtive umas boas imagens na Lua de Sangue de Janeiro de 2019. Tudo depende do estado do tempo, principalmente da poluição atmosférica que é bastante e da nebulosidade.

Sequência da minha Lua de Sangue de 21.01.2019
© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

Sequência da minha Lua de Sangue de 21.01.2019
© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved

Sequência da minha Lua de Sangue de 21.01.2019
© Copyright franciscogomes.eu # Powered by F Gomes # 2022 # All Rights Reserved


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética de Putin, na Ucrânia
For the victims of the genocide practiced
by the Soviet Union of Putin, in Ukraine