1146: Já pensou por que não vê as estrelas quando está a viajar de avião?

CURIOSIDADES

Se já fez viagens de avião durante a noite, já se deve ter apercebido de que não são visíveis quaisquer estrelas no céu. Alguma vez se questionou a razão pela qual não é possível ver as estrelas no céu… bem… a partir do céu?

Continue para o artigo e perceba!

Provavelmente, nunca pensou no assunto, no entanto, em retrospectiva, caso já tenha viajado de avião durante a noite, sugerimos que tente lembrar-se se alguma vez conseguiu ver as estrelas a partir do avião.

Agora que pensou no assunto, é possível que tenha percebido que nunca viu as estrelas a partir de um avião, embora elas estejam no mesmo sítio de sempre. No entanto, e apesar de antigamente existirem aeronaves que permitiam que as tripulações vissem as estrelas, essa não é a prioridade das companhias aéreas de hoje em dia.

O Hipertextual reuniu os impedimentos e explicou as razões pelas quais não conseguimos ver as estrelas quando estamos no céu.

As estrelas escondem-se dos aviões?

Assim como acontece na Terra, as zonas com mais luz não vislumbram as estrelas da mesma forma que aqueles que habitam em zonas mais remotas, por uma razão muito simples: a luz. Neste sentido, e apesar de parecer óbvio que dentro de um avião estamos longe desses detalhes luminosos, a verdade é que a luz das ruas e dos edifícios dificulta a observação das estrelas.

Ora, o Hipertextual menciona um fenómeno chamado skyglow que nada mais é do que a dispersão da luz por duas razões: por um lado, a presença de moléculas de oxigénio e azoto na atmosfera; por outro lado, os aerossóis. Estes últimos são abundantes em cidades, pois são originados pelo tráfego e pela actividade industrial.

Se isto acontece quando sobrevoamos cidades, existem outras razões que justificam a impossibilidade de ver as estrelas em zonas que não contam com grandes aglomerados populacionais e, consequentemente, muita luz e actividade.

É aqui que entra a Lua que, aparentemente, não dá a sensação de nos estar a iluminar apenas a partir da Terra. Ou seja, o brilho da Lua Cheia pode complicar a observação de objectos mais fracos.

Depois de resolvidos os problemas das luzes das cidades e da Lua, entra o problema das luzes do próprio avião onde seguimos. Embora essas sejam, regra geral, apagadas durante a noite, o interior do avião não fica completamente escuro, havendo sempre ecrãs ligados ou luzes a iluminar os assentos de alguns passageiros.

Portanto, por muito fraca que seja a luz, ela reflecte nas janelas e impede que se vejam as estrelas. Mais do que isso, além de espessas, o tamanho das janelas é demasiado pequeno para permitir a observação ampla do céu. Se as do interior são um problema, também as luzes do exterior estão constantemente activadas.

Alguma vez tinha pensado nesta questão?

Pplware
01 Jun 2022