734: Bolsonaro concede medalha do ministério da Justiça a si mesmo

INTERNACIONAL/HUMOR

É a segunda vez que o presidente do Brasil se auto-condecora, depois de ter recebido distinção por Mérito Científico, durante o caos da pandemia de covid-19, no ano passado

Jair Bolsonaro
© EPA/Joedson Alves

O presidente Jair Bolsonaro outorgou nesta terça-feira a Ordem do Mérito do Ministério da Justiça e Segurança Pública a si mesmo. A homenagem, publicada no Diário Oficial da União, também foi conferida a outras autoridades, como o ministro da Justiça, Anderson Torres, os juízes do Supremo Tribunal Federal, Kássio Marques e André Mendonça, o procurador-geral da República, Augusto Aras, e o director da polícia federal Paulo Maiurino, todos indicados pata os cargos por Bolsonaro.

Segundo o Ministério da Justiça, a Ordem do Mérito é concedida àqueles que “se destacaram no exercício de sua profissão, tornando-se merecedores do reconhecimento da classe”, tanto pessoas como empresas, corporações militares e instituições civis, nacionais ou estrangeiras, que prestaram relevantes serviços, contribuindo para o crescimento e fortalecimento do Ministério da Justiça ou dos órgãos a ele vinculados.

Não é a primeira vez, entretanto, que Bolsonaro se condecora: em Novembro de 2021, o presidente brasileiro atribuiu a si mesmo a Medalha de Ordem Nacional do Mérito Científico, logo após ser criticado por uma série de declarações consideradas anti-científicas durante fase crítica da pandemia de Covid-19.

Diário de Notícias
João Almeida Moreira, São Paulo
15 Março 2022 — 20:32