Desabafos…

Andando a vasculhar pela Internet, como habitualmente faço todos os dias, dei com um registo no Facebook que me chamou a atenção e com o qual estou completamente de acordo.

As enormidades têm de ser ditas, doa a quem doer, sem receio dos feedbacks negativos. Aqui vai o registo em apreço:

“Será um caso para a psicologia abrir um profundo estudo sobre a solidariedade que uma guerra abre em corações e mentalidades normalmente empedernidas e egocêntricas.

Portugal faz uma doação de 50 milhões de euros !!!

Sim aquele mesmo Portugal que tem a sua casa arrumadinha e limpinha de pobreza, de sem-abrigo, de tantos que têm de fazer ginástica para optarem entre a farmácia e a mesa.

Esse mesmo Portugal onde não há famílias desalojadas, desfeitas, pela ganância de senhorios porque a segurança social o não permitirá.

Portugal onde idosos que toda uma vida contribuíram com trabalho, vasculham em caixotes de lixo e onde crianças abandonadas se afadigam em lixeiras à procura de alguma coisa que tenha para elas valor de troca.

Portugal já colmatou, já resolveu esses casos pungentes de miséria interna e agora, com a casa arrumada e limpa permite-se doar 50 milhões de euros a casa alheia.

Não contesto a doação, mas …

Joana Maria-Lobo “

Este “desabafo”, tem a ver com a notícia:

Guerra na Ucrânia: Costa anuncia 50 milhões de euros em apoio humanitário à Polónia

O primeiro-ministro anunciou esta sexta-feira que Portugal vai enviar ajuda humanitária à Polónia no valor de 50 milhões de euros.  

António Costa afirmou que esta medida irá apoiar o esforço do país no acolhimento dos refugiados vindos da Ucrânia.

As declarações do chefe do Governo português foram feitas esta sexta-feira, numa conferência de imprensa conjunta com o homólogo polaco, Mateusz Morawiecki.

Depois da Roménia, Costa está de visita à Polónia, onde esta sexta-feira visita um centro de refugiados em Varsóvia.

SIC Notícias
10:56 20 Maio, 2022

Actualização em 21.05.2022 às 13:55:

Costa assina em Kiev acordo para apoio financeiro de 250 milhões de euros. Marcelo convidado a ir à Ucrânia

Foto Sergei SUPINSKY / AFP

Dia marcado pela visita de António Costa à Ucrânia. O primeiro-ministro começou por uma visita à cidade de Irpin, onde os ucranianos travaram a progressão russa até Kiev, e manifestou-se impressionado. Depois, encontrou-se com Zelensky.

Diário de Notícias
DN
21 Maio 2022 — 13:55


EU combati no mato, em África, na Guerra Colonial, durante quase dois anos,
os mercenários treinados por Cuba e armados, municiados e financiados
pela União Soviética (URSS) e China.

 

905: Medidas de emergência para minorar efeito da subida dos preços

– Não sei se esta é mais uma FAKE-NEWS da governança deste país, se sou eu que já não entendo as razões da razão. A minha filha, desempregada desde há SEIS ANOS a esta data, terminado há muito o subsídio de desemprego, encontra-se agora a receber o subsídio social de desemprego subsequente, no valor de € 354,56 mensais que vai terminar neste Verão. E depois? Fica entregue à sua “sorte”? Conseguiu, depois de muitas trocas de e-mails, beneficiar da tarifa social de electricidade. Agora, estes € 60,00 a que se refere a notícia, nunca viu a cor deles! E é bom lembrar que ela paga de renda de casa  € 531,00 (e não, não é nenhum condomínio privado, antes um prédio antigo construção de tabique). Se não fosse a minha ajuda, já estaria na condição de sem-abrigo e a viver debaixo da ponte ou num vão de escada. Por isso, questiono: quem serão os “felizardos” que recebem estes € 60,00?

Apoio de 60 euros às prestações mínimas
O governo decidiu alargar o apoio extraordinário para as famílias mais vulneráveis, de 60 euros, a todas as famílias que recebem prestações sociais mínimas. Até agora, a medida abrangia, apenas, os beneficiários de tarifa social de electricidade, ou seja, pouco mais de 762 mil pessoas. O alargamento foi anunciado ontem pela ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva, na conferência de imprensa que visou dar a conhecer as novas medidas de emergência direccionadas à contenção dos aumentos de preços dos bens energéticos e agro-alimentares decididas no Conselho de Ministros extraordinária da passada sexta-feira.

(ler notícia completa em: Medidas de emergência para minorar efeito da subida dos preços)

Diário de Notícias
Maria Caetano
12 Abril 2022 — 00:19


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética na Ucrânia