917: Actor Steven Seagal elogia ‘grande líder mundial’ Putin

– Confesso, adorava ver o Steven Seagal nos filmes em que entrou. Até porque tendo eu sido praticante de artes marciais, via nele o reflexo – embora um pouco ficcionado -, das mesmas artes. Fiquei decepcionado, triste, chocado, ao ler a notícia abaixo, por isso a publico. Escusado será referir que Steven Seagal, embora com cidadania russa desde 2017, deixou de me interessar a partir deste momento e passarei ao lado de todos os seus filmes. Se ele ama tanto a sua “família” russa, mude-se para Moscovo. Ou então, vista um camuflado, pegue numa AK-47 (Kalashnikov) e vá para a guerra do seu amigo Putin… Mais um putineiro que eu pensava ser um homem de bem…

SOCIEDADE/UCRÂNIA/URSS/STEVEN SEAGAL

Steven Seagal reiterou seu apoio a Vladimir Putin e seus aliados numa festa em Moscovo pelo seu aniversário de 70 anos. A estrela de vários filmes de acção de Hollywood participou num jantar em sua homenagem num restaurante em Moscovo no domingo, 10.

© Reprodução/Divulgação
Num vídeo divulgado no Twitter, Seagal pode ser visto chamando todos na sala e dizer: “Eu amo todos vocês e estamos juntos, nos bons e nos maus”. Reprodução/Divulgação

Segundo o jornal The Times, os aliados presentes no evento incluíam o apresentador de TV estatal russo Vladimir Soleviev e a jornalista russa Margarita Simonyan, ambos colocados numa lista de sanções da UE em resposta à invasão da Ucrânia por Putin.

Num vídeo divulgado no Twitter, Seagal, que anteriormente chamava Putin de “um dos maiores líderes mundiais, se não o maior líder mundial, vivo hoje”, pode ser visto chamando todos na sala de “minha família e meus amigos”.

Ele acrescentou em inglês, com um tradutor ao seu lado: “Eu amo todos vocês e estamos juntos, nos bons e nos maus”.

O elogio de Seagal a Putin ocorre quando a invasão da Ucrânia pela Rússia entra em sua sexta semana. Em Março, Seagal disse à Fox News Digital que vê a Rússia e a Ucrânia “como uma família” .

“A maioria de nós tem amigos e familiares na Rússia e na Ucrânia”, disse ele na época. “Eu olho para ambos como uma família e realmente acredito que é uma entidade externa que gasta enormes somas de dinheiro em propaganda para provocar os dois países a entrarem em conflito um com o outro.

“Minhas orações são para que ambos os países cheguem a uma resolução positiva e pacífica, onde possamos viver e prosperar juntos em paz”, acrescentou Seagal.

Em 2018, a Rússia nomeou o actor Above The Law como enviado especial para melhorar os laços com os EUA.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia disse que a responsabilidade de Seagal seria “facilitar as relações entre a Rússia e os Estados Unidos no campo humanitário, incluindo cooperação em cultura, artes, intercâmbios públicos e juvenis”.

Quando Seagal recebeu sua cidadania russa em 2017, a Ucrânia o impediu de entrar no país, pois os combates entre rebeldes russos e forças ucranianas aumentaram no leste da Ucrânia.

MSN
Da redacção
13.04.2022


Pelas vítimas do genocídio praticado
pela União Soviética na Ucrânia