1261: Satan II: Míssil russo é capaz de atingir o Reino Unido em 3 minutos

AMEAÇAS/UNIÃO SOVIÉTICA/DEMÊNCIA PUTINEIRA

Apesar de tudo o que tem estado a acontecer derivado da guerra entre a Rússia e a Ucrânia, Vladimir Putin não tem sido muito interventivo. No entanto, nas poucas intervenções que fez, tenta “espalhar” o medo, ameaçando países, exércitos e civis.

Vladimir Putin ameaçou agora implantar o míssil nuclear Satan II, até ao final do ano. Este míssil pode chegar ao Reino Unido em três minutos.

Satan II pode alcançar alvos até 18 mil kms

O presidente russo, Vladimir Putin, alertou que o Kremlin implantará o seu mais novo míssil balístico intercontinental, o Satan II, capaz de atingir a Grã-Bretanha em três minutos. Essa implementação pode acontecer até final do ano. De referir que a Rússia já realizou um teste bem-sucedido com esta poderosa arma que tem a capacidade, por exemplo, de atacar os EUA ou o Reino Unido em apenas três minutos.

O novo míssil nuclear balístico intercontinental designado de RS-28 Sarmat e foi apelido ‘Satanás II’ (Satan ll, em inglês) pela OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte) ou NATO.

Segundo Putin, o míssil balístico intercontinental de quinta geração Sarmat é capaz de “evitar todos os sistemas antiaéreos modernos”. De relembrar que esta poderosa arma está incluída num conjunto de diversos mísseis apresentados em 2018, classificados como “invencíveis” por Vladimir Putin. Entre o restante armamento, incluem-se designadamente os mísseis hipersónicos Kinjal e Avangard.

Esta arma tem 35,3 metros de comprimento e pesa 220 toneladas. O Satan II vem substituir o R-36 ou Voevoda. Pode transportar até 15 ogivas nucleares e tem um alcance estimado entre 10.000 a 18.000 km. Relativamente ao Voevoda, este tem alcance de 10.200 a 16.000 km.

Um único míssil pode atingir uma série de alvos num só disparo.

Pplware
Autor: Pedro Pinto
22 Jun 2022


 

Please follow and like us:
0
fb-share-icon20
20

1 thought on “1261: Satan II: Míssil russo é capaz de atingir o Reino Unido em 3 minutos

  1. O filho da Putina, tornou-se um demente patologicamente em estado avançado. Mas não está só nesta demência, os companheiros chinocas e o badocha norte-coreano, acompanham-no nesta campanha de terrorismo psicológico, convencidos que estão que são deuses, possuem o poder absoluto de destruir quem eles quiserem e quando entenderem, sem que nada lhes aconteça de mal.

    O filho da Putina já se comparou ao czar Pedro o Grande quando afirmou para uma plateia de jovens empresários soviéticos que Pedro o Grande, “Não estava a apoderar-se de nada, estava a recuperar”, quando este combateu a Suécia, invadindo uma parte do seu território, bem como a Finlândia, uma parte da Estónia e da Letónia.

    Ele, o czar putineiro, imagina-se na mesma onda, ou seja, não invadiu a Ucrânia para apoderar-se dela mas para recuperar uma república que já pertenceu ao império soviético no tempo da URSS. Por isso lhe chama uma “operação especial” para desnazificar um país soberano e que foi invadido contra o que está determinado na carta da ONU e demais convenções internacionais.

    O czar imperialista, oligarca, assassino de milhares de civis inocentes de todas as idades, da destruição de hospitais, maternidades, residências civis, escolas, invasor terrorista de um país soberano, não passa de um demente em estado terminal e representa um perigo para toda a Humanidade. Ele e todos os que seguem as mesmas teorias de super-poderes sobre a Humanidade.

    Os deuses também se abatem. Estes, nem chegam minimamente a essa categoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.